sábado, 23 de janeiro de 2010

Sensação de Olfactor


Ahhh ...
E esse " Ahhh " lateja em meu coração com muita frequência
Em meu esconderijo âmago , ando reclamando as noites em claro , nos dias escuros
É tão difícil , um tanto incompreendido falar de tal assunto , falar disso
Por vezes quis , tentei , me arrepiei , mais fingi.
Mais aquele perfume me fez alvitrar
Como , mais como?
O toque daquele , "daquele" em específico abraço
O cheiro , sem cheiro daqueles tais roupas
Com aroma de roupas limpas
Aquelas promessas fingidas
Palavras soltas que se foram embora , mais em forma de poesias
Mais aquele perfume me fez alvitrar
E pra sempre lembrar
Não precisarei nem esse perfume usar
Porque "aquele" cheiro está assim ...
se expandindo no ar.

7 comentários:

  1. aah, saudades!
    Como veem em nossas mentes detalhes e detalhes..
    Curti.

    ResponderExcluir
  2. gostei muito :)
    muitas lembranças,algumas cicatrizes.

    ResponderExcluir
  3. own minha linda, são esses seus lindos olhos de poeta.


    ... nos embreaguemos de poesia!

    ResponderExcluir
  4. ah, o olfato...
    maldito sentido sedutor.

    beijos, bel.

    ResponderExcluir
  5. O perfume que fica no ar
    Marca a nossa lembrança para sempre!!!
    *
    Hoje comemorando o aniversário do blog de um amigo, estou fazendo parte da blogagem coletiva proposta por ele.
    Por isso contei em meu blog uma história que marcou a minha vida.
    Quando puder passe para ler, deixar a suas palavras e quem sabe participar também!
    Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  6. gostei muito...parece que se enquadra perfeitamente ao meu momento atual....
    adorei.
    bjsss

    ResponderExcluir
  7. Obrigado por teus recadinhos carinhosos em meu blog.
    Quanto à inspiração para escrever, essa brota naturalmente, quando menos espera, ela aparece.

    Aliás este teu escrito aqui, está suave e gostoso de ler, esse perfume deve ter sido marcante mesmo...rs

    Um abraço carinhoso p/ você!

    ResponderExcluir